INSS

Volta das atividades expõe fragilidade e urgência do Concurso INSS

16/09/2020 13h48 - Atualizado em 17/09/2020 12h20

Facebook - https://www.concursos.com.br/concurso-previsto/inss/volta-das-atividades-expoe-fragilidade-e-urgencia-do-concurso-inss.html Twitter - https://www.concursos.com.br/concurso-previsto/inss/volta-das-atividades-expoe-fragilidade-e-urgencia-do-concurso-inss.html Google Plus - https://www.concursos.com.br/concurso-previsto/inss/volta-das-atividades-expoe-fragilidade-e-urgencia-do-concurso-inss.html
Facebook - https://www.concursos.com.br/concurso-previsto/inss/volta-das-atividades-expoe-fragilidade-e-urgencia-do-concurso-inss.html Twitter - https://www.concursos.com.br/concurso-previsto/inss/volta-das-atividades-expoe-fragilidade-e-urgencia-do-concurso-inss.html Google Plus - https://www.concursos.com.br/concurso-previsto/inss/volta-das-atividades-expoe-fragilidade-e-urgencia-do-concurso-inss.html Whatsapp - https://www.concursos.com.br/concurso-previsto/inss/volta-das-atividades-expoe-fragilidade-e-urgencia-do-concurso-inss.html
Na última segunda-feira (14), algumas agências do INSS iniciaram os trabalhos presenciais e mesmo com as restrições e agendamentos tiveram que suspender algumas perícias, por conta de filas que se formaram. A situação serviu apenas para mostrar a frágil estrutura do Instituto Nacional do Seguro Social tanto em sua estrutura quanto em seus recursos humanos.

Muitos assegurados que marcaram atendimento não conseguiram ser atendidos. Um dos principais problemas é a falha de comunicação, pois, após o cancelamento de várias perícias, o INSS não conseguiu avisar a todos os que estavam com atendimento marcado que não deveriam comparecer as agências.

O presidente do INSS, Leonardo Rolim, concedeu uma entrevista ao portal de notícias G1, nela foi reconhecida a falha nos processos de comunicação. Rolin aproveitou para se desculpar pelo ocorrido. Ele chamou atenção para a dependência que o INSS tem dos atendimentos presenciais, pois, os serviços prestados apenas de forma remota não são suficientes para atender a demanda.

As dificuldades podem ser tanto de falhas técnicas quando humanas. Isso ocorre porque a maioria dos assegurados são pessoas com idade avançada e muitos não sabem como usar as ferramentas digitais. Já por parte da autarquia, a principal falha é a falta de servidores, o que prejudica o gerenciamento os atendimentos.

Estima-se que o INSS possua um déficit atual de mais de 20 mil cargos vagos. O último concurso INSS foi realizado em 2015. A falha de comunicação o órgão acabou resultando na suspensão das perícias, pois, os médicos peritos do INSS decidiram que só voltaram a realizar os atendimentos presenciais quando houver recursos adequados.

Para se ter uma ideia da situação, somente 12 das mais de 800 agências com serviço de perícia conseguiram aprovação nas vistorias realizadas pela entidade. Muitas agências não possuíam nem os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), necessários para a realização dos trabalhos. Portanto, as perícias que já estavam agendadas foram suspensas.

Mas, a comunicação da autarquia falhou e muitos assegurados não receberam a mensagem antes de chegar as unidades de atendimento. Com isso, a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) publicou um comunicado a respeito do ocorrido e informou que os profissionais não retornariam os atendimentos.

A reabertura das agências deve ser realizada de forma gradual, onde no primeiro momento, serão atendidos apenas os assegurados já agendados para evitar aglomerações por conta da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

O presidente Leonardo Rolim informou que apenas as atividades que tem que ser presenciais são disponibilizadas no momento. Mesmo com a falta de servidores, este ano, o INSS não enviou pedido de concurso público ao Ministério da Economia. Todos os órgãos vinculados ao Poder Executivo Federal dependem de autorização da Economia para realizar novas contratações.

Mas, o INSS explicou que irá realizar um redimensionamento do quadro de pessoal até maio de 2021. Com isso, um novo edital para servidores efetivos será estudado para que seja publicado no seguinte. O último pedido de concursos INSS foi encaminhado em 2016, onde foram solicitadas cerca de 10 mil vagas, sendo 7.888 vagas para um novo edital e mais de 2 mil eram refrentes ao concurso anterior, que estava vigente na época, mas atualmente já perdeu a validade.

O pedido solicitou 3.984 vagas de técnico, de nível médio, com salário de R$5.186,79, 1.692 vagas de analista, de nível superior, com salário de R$7.659,87 e 2.212 vagas de médico perito, de nível superior em Medicina, com salário de R$12.683,79.

Como o Instituto ainda irá realizar o redimensionamento do quadro, não há como saber o número de vagas que serão contempladas no próximo concurso para o órgão.

O dia da inscrição será informado no site www.concursos.com.br.  Acesse o site diariamente para não perder o prazo da inscrição.

Nossa equipe de professores desenvolveu um DVD contendo mais de 500 mil questões para concursos públicos. Pague quando receber pelos correios. Por apenas R$ 49,90. Se não gostar basta devolver em até 7 dias do recebimento.

Solicite seu DVD com 500 mil Questões de Concursos no formulário abaixo:

© Copyright 2014 - 2021 Concursos.com.br